31 de mai de 2008

Yanni ( Love is All )



A incrível performance de Yanni ao vivo em Taj Mahal -Índia . 

Yanni é um músico grego ,  do gênero   neo-clássico  ou  pop/clássico .Ele é compositor, arranjador e instrumentista ( teclados ) e ainda dirige os shows. Para mim é o maior gênio musical dos tempos modernos.





* **

28 de mai de 2008

Harém :: Sarah Brightman


Harém do Mark O Terrível Sheik do Oásis de Genipabu.
Sua odalisca preferida cantando e dançando...
* * *

27 de mai de 2008

Yanni :: Reflections of Passion




Esta música faz parte da trilha sonora da minha vida .Através dela descobri o gênio do pop/clássico Yanni. Isso aconteceu em 1999. Desde então ouço Yanni quase todos os dias. Espero que vocês apreciem tanto quanto eu ...
***

26 de mai de 2008

As Faces do Amor

Para cada face de Vênus, um estado diferente de viver a afetividade. Encontre nas poesias qual tem sido a sua.
(clique no título da poesia para ler na íntegra)
Vênus Porné
É a Vênus da luxúria. Vai reger o nível mais físico da sexualidade. As cortesãs se dedicavam aos templos de Vênus e tinham que ter beleza e talento para as artes eróticas.
Vulgívaga - Manuel Bandeira

Não posso crer que se conceba
Do amor senão o gozo físico!
(...)

Vênus Pandêmica
A Vênus de toda gente. Inspira os amores comuns. É sensorial. Ela vai sem conseqüência, ama com desvario, busca seu prazer e satisfação, estimulando o prazer e a alegria dos parceiros. Ela não teme a entrega, pois ela se possui.
Folhetim - Chico Buarque

Se acaso me quiseres
Sou dessas mulheres
Que só dizem sim.
Por uma coisa a toa
Uma noitada boa
Um cinema, um botequim.

Vênus Pontia
Vênus que protege os marinheiros. Vislumbra-se aqui já uma sutileza; a pessoa se liga ao emocional, sabe que tem um sentimento. O coração se desliga do desejo puramente dos sentidos e já percebe uma emoção.
Um Ponto - Roseana Murray

Há um ponto
onde o céu e mar se encontram
e é como uma página em branco
nem passado nem futuro
e tudo o que sempre houve
e o que jamais existirá

Vênus Anadiomena
A Vênus que sai do mar, a que se levanta das águas. É o nível da sensibilidade, acima das emoções. O amor supera o emocional, o passional, as águas inferiores para buscar uma relação mais bonita. A expressão da sensibilidade não se dá somente nas relações afetivas. Através da arte você transfigura.
À sombra das araucárias - Manuel Bandeira

Não aprofundes o teu tédio.
Não te entregues à mágoa vã.
O próprio tempo é o bom remédio:
Bebe a delícia da manhã.

Vênus Geretrix
A Vênus que favorece os matrimônios. Aqui ela é a própria fonte de criação que favorece a vida. Nesse princípio de união, a atração permanece, que é quando o amor se estabelece no matrimônio. É a Vênus da fertilidade e fecundação, que impele as pessoas a preencherem funções criativas e procriativas. O ato de amor é um ato criativo. O amor abre caminho ao sentimento de totalidade da vida e à sua faculdade de colocar as pessoas em estado criativo.
Amor eterno - Shakespeare

Impedimentos não admito para a união de corações fiéis:
amor não é amor
quando se altera ao perceber a alteração
ou cede em desertar quando o outro é desertor.


Vênus Melenis
A Vênus negra, a da noite. O vínculo amoroso tem algo de noturno, já que Vênus é filha do céu estrelado. Quando a beleza do céu escuro aparece à noite, você vislumbra a beleza do infinito. Na noite escura, o amor surge em clarões; tentamos atingir aquela luz, desejando uma união mais infinita, mais perfeita.
A uma passante- Baudelaire

Um clarão... e a noite depois!
- Fugidia beleza,
De olhar que me fez renascer,
Será que só te verei de novo na eternidade?

Vênus Urania
A Celeste, que não tinha mãe. Tem o alto como origem e destinação. Aqui a principal função do amor é criar a virtude através da beleza, como afirma Platão, no Banquete. A Vênus Urânia é a inspiradora de um amor etéreo, superior, através do qual se atinge o amor supremo. A beleza do corpo dá lugar a beleza da alma, caminho para a Beleza e Amor Supremos. O texto para ilustrar a Vênus Urânia é o final do discurso de Diotima, citado por Sócrates no Banquete, de Platão.
Texto final de O Banquete - Platão

Se alguma coisa dá valor à vida, caro Sócrates, (prosseguiu a estrangeira vinda de Mantinéia) essa é a contemplação da Beleza Absoluta.Que devemos pensar de um homem ao qual tivesse sido dado contemplar a beleza pura, simples, sem mistura, a beleza não revestida de carne, de cores, e de várias outras coisas mortais e sem valor - mas a Beleza Divina?
( Stela Siebra e Cris Aragão - Astrólogas )

***
A visão das astrólogas é restrita a um arquétipo para cada face do amor apresentada. Se existem várias faces da afetividade , podemos sentir e vivenciar todas as faces , de acordo com o estado de espírito e o momento, ou o nível vibracional que nos encontramos. É evidente que há uma predominância de algum dos arquétipos mencionados o que pode caracterizar o tipo de afetividade que a pessoa experiencia. E você , qual o seu arquétipo predominante?
Após  conhecer  todos esses  arquétipos  femininos,  eu perguntaria  a  um homem:  qual  a  mulher ideal ? Juca Chaves com seu bom humor, mostrou o lado romântico ao descrever seu ideal de mulher nessa singela poesia...
A Cúmplice

Eu quero uma mulher
que seja diferente
de todas que eu já tive,
de todas tão iguais
que seja minha amiga, amante, confidente
a cúmplice de tudo
que eu fizer a mais.
No corpo tenha o Sol
no coração a Lua
a pele cor de sonho
as formas de maçãs
a fina transparência
uma elegância nua
o mágico fascínioo
cheiro das manhãs.
Eu quero uma mulher
de coloridos modos
que morda os lábios sempre
que for me abraçar.
No seu falar provoque
o silenciar de todos
e seu silêncio obrigue
a me fazer sonhar.
Que saiba receber
que saiba ser bem-vinda
que possa dar jeitinho
a tudo que fizer.
Que ao sorrir provoque
uma covinha linda
de dia, uma menina
a noite, uma mulher.
( Juca Chaves )