15 de jun de 2010

Moda também é cultura e arte

Acompanhei   pelo GNT  alguns  desfiles do  SPFW   e  passei a  refletir sobre o papel da moda  em  nossos  dias .  Será  que  ainda  existe  o  preconceito que moda  é  sinônimo de  futilidade?  O mundo da moda  realmente   é um  mundo à  parte, onde  as  aparências contam - e  muito. Entretanto  a moda   vai   além das  aparências  e  tem implicações  sociológicas  e  psicológicas.   No social  tem   sua   origem e inspiração  . Além disso  tem  grande  importância  sócio-econômica , pois  gera  muitos  empregos .  Na  esfera  individual  ,  o   simples  fato de uma  pessoa  sentir-se  bem  com uma determinada  roupa faz  com que  a  moda  tenha  influência na  auto-estima , portanto traz implicações psicológicas. 

Moda é  arte ?
Segundo o filósofo Manuel Fontán de Junco ,  moda  é uma  arte  pois   " conseguiu estabelecer uma ponte entre a beleza e a vida. A moda é uma arte que se usa, que se leva para a rua; é uma arte de consumo a que todos têm acesso".   A procura da beleza na moda faz com que o trabalho do  estilista   seja   artístico .

A moda está inserida no  contexto de uma  época  e  muda  periodicamente  .   A história  tem  a moda  como   fonte de pesquisa,  os costumes de  uma determinada  época  ditam  os  modismos . Um exemplo é  a  origem  do nosso velho e  desbotado  jeans , a   moda  mais democrática  aque  existe,  hoje todo  mundo  usa  jeans . 

Então  surgiu o jeans!

O jeans surgiu nos  EEUU, por volta de  1850,  na   época  da corrida pelo ouro . Os mineradores    procuravam  um  tecido resistente ao  atrito com a  mata,  água  e  pó. Então  um jovem  imigrante , vendedor de lonas  para  tendas  , teve  a  idéia  de  fazer uma calça   resistente ,  com os  tecidos  que possuía.  Todos  gostaram da idéia, mas  as  calças de  lona  eram muito  rústicas.  Em busca  de  outras  alternativas  encontraram um tecido  grosso  , de  algodão,  fabricado na França,  que  servia para  fazer  roupas  dos  escravos que  trabalhavam nas  plantações . O tecido era  chamado " denim" .  Após o  sucesso com os  garimpeiros  ,  as  novas  calças "resistentes" passaram a ser  usadas pelos  cowboys,  como  sinônimo de  liberdade, pioneirismo e força.  

Aqui no Brasil,  por volta dos  anos 70,  uma marca  de  jeans  fez   uma campanha com  o  slogan : " Liberdade  é uma   velha calça ,  azul e  desbotada " .  Quem não gosta  de um bom  e velho jeans?  

Chanel e o primeiro pretinho básico

Outro ítem  considerado  um clássico  da  moda ,  o  "pretinho básico",  surgiu  por volta dos anos 20 ,quando a  revista Vogue  publicou uma ilustração  de um  vestido preto   criado  por Chanel -  o primeiro  modelo  criado  por ela  .  

Antes dos  anos  20 as  jovens  não podiam usar preto,  somente  senhoras usavam  no período de luto. A década de 30  começou   com a grande depressão na  economia,  resultado  da  quebra da Bolsa de Valores de Nova Yorque , que  marcou  o  fim da  segunda  guerra mundial . Além de  estar  fora de moda  a  ostentação, as  mulheres  começaram  a  sair  para   trabalhar fora de  casa.  Nesse  cenário, as   roupas  para o dia tornaram-se mais  sérias  e  o vestido preto  se  mostrou perfeito para  a  nova  mulher que  surgia .  

O pretinho tornou-se  realmente  famoso  nos anos  60 e início dos  70 .  Chique , usado por Jacqueline Kennedy ;  elegante e  feminino no corpo de  Audrey Hepburn , no filme   "Bonequinha de Luxo" ;   descontraído , feito de  crochê , em 1969 , na pele  da  atriz  e cantora  Jane Birkin  . 

Hoje o pretinho básico  está  no guarda-roupa  de  quase todas as mulheres,  pelo menos da  maioria delas . É uma peça "curinga"  , pois combina com  tudo e  pode ser  usado em várias ocasiões.



E os jovens  revolucionaram a  moda ...
Foi nos anos  60 que  os jovens  tiveram  vez ,  com a criação de  um estilo  próprio . Nessa  década  houve  uma   explosão de  juventude, as  idéias de liberdade  da  chamada  geração "beat",   estilo   " On The Road "  ( livro de  Jack Keurouac, adaptado para o cinema ) , em oposição à  sociedade  de  consumo  vigente. Foi nesse  cenário de idéias  pacifistas e  de  liberdade que   houve uma  revolução  na  moda. Era o  fim do estilo  único  de moda,    com  o  reconhecimento da   diversidade  na forma de  se  vestir ,  a moda  cada  vez  mais ligada ao  comportamento .  Na verdade  a  moda ditada  pelos  jovens   era  "não seguir a moda" , buscar o própro estilo ,   a " contracultura" .

Moda na  atualidade
Nas  décadas seguintes  a moda  firmou-se   como  forma  de expressão  das  diversidades das  inúmeras  "tribos" urbanas  . Hoje a  moda  está em todos os lugares, em todas  as classes  sociais  e não apenas  na  alta  costura. Há muitas  lojas  de  departamento  que vendem moda  a preços  baixos . 

Atualmente  podemos dizer que  tudo é moda, todos os estilos,   todas as  tribos,  todos os  comportamentos  têm  sua  vez  nas  tendências  da  moda .   Cada  pessoa  escolhe  a tendência  que  combina  com   seu  modo de  ser,  ou seja ,  cada  um  faz  a  " sua  moda "  ao   "seu  modo" .


Clique na  imagem para ampliar

Não sou escrava  da  moda, mas  gosto de  observar as  tendências . Para mim , mais  importante que  seguir  a moda  ,  é  ter  estilo .  E você  , como se   comporta em relação  à  moda?

*Criei os looks acima ( pretinho básico e look jeans)  no   Looklet

  ooOoo