23 de jul de 2008

Posições Antagônicas...


''Meu bebê não está à venda''

Nicole Kidman recusa-se a vender fotos de sua filha recém-nascida a revistas. A atriz e o marido Keith Urban acham inapropriado negociar as imagens . Apenas dez dias após dar à luz, Nicole Kidman saiu às compras com Keith Urban .
Fotos de Knox e Vivienne, os gêmeos de Angelina Jolie e Brad Pitt: US$ 11 milhões. Fotos de Levi, filho de Matthew McConaughey e Camila Alves: US$ 3 milhões. Fotos de Sunday Rose, filha de Nicole Kidman e Keith Urban: não têm preço.
A atriz, que deu à luz a primeira filha biológica, no dia 7 de julho, foi na contramão das celebridades que negociam as primeiras fotos dos filhos. "Meu bebê não está à venda", disse Nicole, de acordo com o tablóide inglês Daily Mail. A maioria dos famosos costuma dizer que o dinheiro é doado a entidades beneficentes. Nicole e o marido, no entanto, não acham apropriado negociar valores. Eles pensam em ceder gratuitamente apenas uma imagem da filha, porque entendem o interesse do público. Foi o mesmo que fizeram quando se casaram, em 2006, divulgando uma única foto.
A bebê continua longe das câmeras, mas Nicole reapareceu em público e mostrou a boa forma, apenas dez dias após dar à luz, quando foi com Urban às compras. Os dois também não escondem a felicidade. O músico escreveu em seu site sobre o momento que vive. "Estamos experimentando a glória de recebê-la em nossas vidas", disse, agradecendo pelo carinho e pelas orações dos fãs. Um dos presentes foi enviado por Tom Cruise e os filhos Connor e Isabella, adotados quando o ator foi casado com Nicole, que mandaram uma grande cesta com produtos para bebês.
Eles literalmente valem milhões de dólares. Os gêmeos Knox Leon e Vivienne Marcheline, filhos de Angelina Jolie e Brad Pitt vieram ao mundo na noite deste sábado (12), e a imprensa já os aguarda ansiosamente. As primeiras fotos do casal, segundo o jornal francês “Nice Matin”, devem ser vendidas por US$ 11 milhões. Mas há quem cogite que as imagens podem ter sido negociadas por até US$ 20 milhões. Angelina Jolie e Brad Pitt costumam vender as primeiras fotos de seus filhos para revistas de celebridades e doar o dinheiro arrecadado para instituições de caridade que ajudam crianças em torno do mundo. A “People” divulgou as primeiras fotos de Shiloh, a primeira filha biológica do casal, e a imprensa internacional afirmou que a revista teve de desembolsar US$ 4,1 milhões na época. “Nunca soube de fotos que valessem essa quantidade de dinheiro”, afirmou à Associated Press Darryn Lyons, dono da Big Pictures, uma agência londrina especializada em fotos de celebridade. Ele estima que as imagens de Knox Leon e Vivienne Marcheline valham entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões. “A única outra foto que poderia chegar a esse montante seria de Britney Spears dando à luz um alien.” Max Clifford, outro especialista inglês em celebridades, aposta que o valor das fotos possa chegar a 10 milhões de libras (ou cerca de US$ 20 milhões), “o que faria deste o maior acordo envolvendo bebês na história”. “Esse tipo de foto vende muitas revistas. É uma aposta de 10 milhões de libras, mas óbvio que o risco é bem calculado”, afirma, acrescentando que a popularidade de Jolie e Pitt se encarrega de garantir o retorno.
Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,,MUL645050-7086, FOTOS+DE+GEMEOS+DE+JOLIE+PODEM+CHEGAR+A+US+MILHOES+E+BATER+RECORDE.htm
***
Minha opinião...
Nicole quer preservar a privacidade e a postura ética de não negociar a imagem do seu bebê. Em contrapartida Angelina declara que seu propósito é ajudar instituições filantrópicas de apoio à infância, especialmente na África . Ela e Pitt doarão o valor da venda das fotos para instituições beneficentes. O casal Jolie-Pitt coloca de lado a privacidade em prol de uma causa nobre. Angelina está voltada para interesses humanitários, não se importando com moral e bons costumes. Nicole Kidman tem uma postura moralista. Ponto para Angelina.
O que vocês acham?

***

20 de jul de 2008

Amigos


Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor. Eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

 Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários.

De como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, trêmulamente construí, e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer ... Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! A gente não faz amigos, reconhece-os.

( Vinicius de Moraes)

***